17 de jan de 2011

A tragédia podia ser evitada?

Que ano nós estamos mesmo? 2011 não é? Acordei, peguei o jornal e a primeira coisa que li foi a manchete da 'Folha de S.Paulo': "GOVERNO DO RIO DE JANEIRO SABIA DESDE 2008 DOS RISCOS NA REGIÃO DA TRAGÉDIA". Foram 4 anos sabendo que pessoas poderiam morrer, e ninguém fez nada. Leia agora um trecho da notícia.
"O risco de desastre na região serrana do Rio de Janeiro, como o que ocorreu nesta semana e já deixou pelo menos 540 mortos, havia sido apontado desde 2008 em um estudo encomendado pelo próprio governador do estado, informa Evandro Spinelli. A situação mais grave, segundo o relatório, foi identificada exatamente em petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, cidades com maior número de mortes em razão das chuvas intensas. Segundo a geógrafa Ana Luiza Coelho Netto, professora da UFRJ, o estudo visava apontar regiões vulneráveis, mas não detalhava pontos exatos de risco para os habitantes. O secretário do Ambiente do Rio, Carlos Minc, disse que faltou "APENAS" RETIRAR OS MORADORES. Dias antes da chuva, a promotoria preparava ação contra a Prefeitura de Teresópolis por ocupação irregular de áreas de risco, relata Hudson Corrêa."



Depois dessa notícia, li um comentário de um leitor sobre as chuvas.
"Nãao sou especialista nem nada, mas diante das tragédias ocorridas deixo duas questões para serem respondidas por eles, especialistas. Primeira: Quantas vidas seriam salvas por um investimento do tal R$ 1 bilhão (orçado) para as obras no maracanã? Segunda: O que é mais vergonhoso para o Brasil, abrir mão da copa do mundo ou deixar mais de 500 pessoas morrerem numa noite por descaso público?"
Claudio Viveiros, sp.

O comentário do Claudio diz tudo. O Brasil perdeu centenas de pessoas em uma noite, por DESCASO do governo. Você acha que aquelas pessoas deviam estar vivendo naquelas condições? A anos eles sabiam do problema, e não resolveram por um motivo: PORQUE PESSOAS SEM CORAÇÃO ASSUMEM O GOVERNO, COM O INTUITO DE ROUBAR, NÃO AJUDAR. Mas eu não posso reclamar disso, porque é o povo Brasileiro que elege seus governantes, muitas vezes vendendo seu voto.

Agora eu me pergunto. Tente imaginar comigo. Você está dormindo. É uma noite como qualquer outra. Lá fora chove um pouco, mas está ficando mais forte. De repente parece que o céu começa a se desabar em água. Você acorda, se encolhe na sua cama, o medo está surgindo. Num estante você ouve um barulho estranho, e quando menos percebe sua casa está sendo invadida por água, muita água. Você fica desesperado, começa a pegar tudo o que puder salvar e sai correndo de sua casa. Lá fora, você vê um desastre. O chão está caindo. Você fica desesperado, tenta se esconder num lugar seguro. Mas existe lugar seguro? Minutos depois você olha para o lado, sua casa, que você levou anos de sua vida pra construir acabou de ser destruída. Seus documentos, lembranças, parte de sua vida estava dentro daquilo que acabara de virar entulho. Como você se sente? Você está em meio ao caos. Tenta pensar que aquilo não passa de um terrível pesadelo, mas não, é a sua realidade. Amanhece. Você se vê sem casa, sem roupas. Sua família? Você não sabe se está viva. Ao ver a luz do dia, a ficha cai, tudo ao seu redor está destruído.

Eu sei que isso não chega nem perto do que aquelas pessoas sofreram, mas tento imaginar o sofrimento delas. Tento sentir na minha pele o que é ter tudo perdido. 

Só desejo que os políticos tomem vergonha na cara, e não deixa mais pessoas morrerem, por um mero detalhe de "tirar as pessoas dos lugares de risco". Desejo que essas pessoas que perderam tudo sejam fortes, e que Deus as ajude dando conforto nas horas difíceis. É isso que eu espero. 

Até amanhã, beijonas

Um comentário:

  1. Oiie

    achei toda essa hisória do Rio muito triste, aquele lugar lindo começou o ano com o pé errado né??

    estou te seguindo..
    me segue de volta

    bjo

    camillagama.blogspot.com

    ResponderExcluir